quinta-feira, 21 de julho de 2016

Você já exercitou sua memória hoje?

Como melhorar a memória


É possível exercitar a memória por meio de diversas maneiras. Uma delas é praticando atividades neuróbicas, que visam tirar o cérebro de sua "zona de conforto". Isso pode ser feito até mesmo alterando a forma como realizamos simples atividades diárias, como tomar banho com a luz apagada, escovar os dentes ou escrever com a mão contrária à habitual ou fazer as refeições em lados diferentes da mesa. Mesmo as atividades mais simples, quando realizadas de uma forma diferente, acabam demandando um maior grau de atenção.

Ábaco, um instrumento poderoso para melhorar a memória


O ábaco é um instrumento de cálculo que foca e trabalha o desenvolvimento da atenção. Existem ábacos compactos, para que o indivíduo possa transportar consigo facilmente.

A primeira coisa que o praticante deve aprender em relação ao ábaco diz respeito ao manuseio das várias peças que o compõem. Desse modo, peças situadas na parte superior valem 5, enquanto as situadas na região inferior valem 1.

Qualquer pessoa sabe que o resultado da soma 1 + 1 é 2. No entanto, para fazer esse cálculo simples no ábaco é preciso efetuar uma série de movimentos. Ao aprender a se concentrar para efetuar cálculos no ábaco, a pessoa aprende a se concentrar para realizar qualquer outra atividade.

Jogos que incentivam a memória


Palavras-cruzadas, sudoku, jogos de celular ou de videogames são atividades que podem melhorar a memória, pois treinam a capacidade humana de concentração, atenção e foco. Existem até aplicativos e jogos desenvolvidos especialmente para a otimização do processo de memorização, como, por exemplo, o jogo Flow. No entanto, a prática isolada de palavras-cruzadas ou jogar videogame são insuficientes para garantir um bom desenvolvimento cognitivo.

Ginástica cerebral e mal de Alzheimer


Atualmente, já se sabe que existem remédios que amenizam os sintomas do Alzheimer. Entretanto, a ginástica cerebral e o fortalecimento da memória também podem atuar de maneira preventiva. A partir do momento em que a mente é mantida ativa, em vez dos neurônios morrerem eles se mantêm em funcionamento, o que poderá garantir um envelhecimento mais saudável e uma melhor qualidade de vida.

Profissões que fortalecem a memória


Existem profissões que contribuem para o fortalecimento da memória, como, por exemplo, as ligadas à docência e às artes cênicas. Trata-se de áreas que requerem atualização constante, estudo contínuo e prontidão para agir perante situações inesperadas.

Memorização por associação


Algumas pessoas apresentam maior facilidade para decorar textos e técnicas. Apesar da possível ligação entre essa capacidade e o fator genético, ela está mais ligada às associações utilizadas para memorizar. A memória está 100% ligada à associação. Ao associar um fato, situação ou palavra a uma emoção, isso tende a dificultar que aquele evento seja esquecido. Essa técnica é muito utilizada por concurseiros e vestibulandos, por exemplo, criando paródias de músicas conhecidas e as associando aos conteúdos estudados.

Memorização de novos conhecimentos e habilidades


O cérebro tende a ser um órgão preguiçoso, assim, ele prefere utilizar informações que já estão armazenadas a ter que aprender algo novo. Essa tendência está ligada à necessidade do corpo em economizar energia. Dessa forma, o cérebro prioriza energia para executar os processos fundamentais, dentre os quais o aprendizado não se enquadra. Diante disso, é necessário estimular o cérebro a aprender constantemente.

Estímulo da memória em crianças com déficit de atenção



É possível melhorar a memória da criança diagnosticada com déficit de atenção. Para isso, elas precisam exercitar atividades que desenvolvam sua atenção, concentração e raciocínio lógico, e consequentemente, elas tendem a exibir um melhor aproveitamento escolar. Caso a criança goste de esportes, é possível combinar a prática de atividades físicas com as cognitivas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário